segunda-feira, 15 de novembro de 2010

O CASTIGO VEM A CAVALO..OPS...A CARRO DA POLICIA.....

Tirei o dia de folga hoje, pois precisava pagar contas, fazer supermercado, comprar comida pro Roberto e Vaguinho e dar uma bela faxina na casa.
Lavantei muito cedo, seis e meia da manha , as oito teria que levar Diego pro trabalho , ele trabalha  num supermercado , entao ja aproveitaria pra fazer as compras e de la seguiria minha via sacra.  Saimos eu e Diego de casa as sete e meia e ele foi trabalhar e eu comecei minhas compras. Tudo comprado, passei no caixa, paguei. Sai do mercado e fui fazer as outras coisas. Cheguei em casa as dez e meia. Fui guardar as coisas quando vi uma sacola que tinha coisas que eu nao comprei. Pensei..alguem fez compras e esqueceu uma das sacolas no bacao do caixa e na hora de passar as minhas compras a sacola veio junto. Pensei...pensei...vou voltar la e devolver....mas ai pensei de novo...quem esqueceu a sacola ja deve ter voltado la no supermercado e nao encontrando mais la  perdeu a  compra. Tinha paes e bolos dentro da sacola... decidi deixar pra la, afinal se eu fosse devolver a sacola, eles iriam colocar as coisas de novo no lugar e  a pessoa que comprou nem ia ter de volta mesmo.....gente, eu nao sou desonesta, alias isso ja me aconteceu outra vez e eu devolvi, so que nao foi no supermercado e sim numa loja de material de construcao, mas devido ao tanto de coisas pra fazer hoje eu fiquei realmente com preguica de voltar ao supermercado...decidi deixar pra la e comecar meus afazeres....Estava limpando a sala quando percebi que tinha esquecido de comprar o produto pra limpar o sofa...decidi entao ir numa loja aqui pertinho de casa pra buscar. Estacionei o carro e aqui tem  aqueles " metter" ai gente, desculpa eu esqueci como fala em portugues...'e aquele lugar que a gente poe moedinha pra pagar o estacionamento, como eu ia ficar dentro da loja no maximo dois minutos, nao coloquei a  moedinha....'E ai que eu digo que o castigo vem.... quando sai da loja tinha um carro da policia do lado do meu e nas maos dele uma multa.....eu cheguei perto dele e ele ja ia colocando no parabrisa do meu carro, quando me viu chegando, entregou na minha mao.....$ 30.00 dollares....dancei bonito viu.... ai fiquei pensando...aqui em casa a gente nem come aquele tipo de bolo e pao que estava na sacola....a moedinha seria de dez centavos.....so nao devolvi a sacola mesmo por preguica e nao porque queria ficar com o conteudo pra mim....quando cheguei em casa dei uma olhada nos precos das coisas que nao me pertenciam e o valor total dava $ 8 dollares....
Fica ai a licao... nunca por preguica ou seja la por que for, nunca devemos nos apropriar do que nao nos pertence...nunca tinha feito isso antes, foi a primeira e ultima vez...o castigo veio....faz sentido...
Beijos carinhosos a todos....

7 comentários:

Ivana disse...

Eu jurava que a polícia tinha ido buscar a sacola na sua casa, Márcia! rsrsrs Deus o livre!!
Quando estamos atentos, realmente é possível tirar lição dos pequenos acontecimentos da vida!
Um beijo!

Marilu disse...

Querida amiga, muito interessante sua história, mas não encare a multa como represália a não ter devolvido a sacola de compras, ela não chegaria de volta ao seu dono. São apenas aquelas coincidências que acontecem no dia a dia. Tenha uma linda semana. Beijocas

Chica disse...

De tudo podemos aprender,né?

Um beijo e não fica triste! chica

Tatiane Garcia disse...

rsrs...ô Marcia...Deus conhece seu coração...não preocupa...!!
beijos, e obrigada pela linda mensagem de parabéns que me deixou viu???
vc é uma fofa!!!

Teófilo Silva disse...

D. Márcia, desculpe-me eu dizer-lhe que me ri com o que descreveu no seu post. Eu achei piada por ter acontecido precisamente a si! Como considero a D. Márcia um Senhora honesta e de bons sentimentos, também achei que era a pessoa indicada para receber uma lição pelo esquecimento que teve. Deus ama pessoas como a Senhora e não a quer perder! Daí Ele a ter lembrado com uma multa...
Conhece o poema do Lavrador da Arada?
Tomo a liberdade de lhe deixar este belo poema:

Vindo um lavrador da arada,
Encontrou um pobrezinho;
O pobrezinho lhe disse:
- Leva-me no teu carrinho.

Deu-lhe a mão o lavrador,
E no seu carro o metia;
Levou-o para a sua casa,
Prà melhor sala que tinha.

Mandou-lhe fazer a ceia,
Do melhor manjar que havia;
Sentou-o na sua mesa,
Mas o pobre não comia.

As lágrimas eram tantas
Que pela mesa corriam;
Os suspiros eram tantos
Que até a mesa tremia.

Mandou-lhe fazer a cama,
Da melhor roupa que tinha;
Por cima damasco roxo,
Por baixo cambraia fina.

Lá pela noite adiante
O pobrezinho gemia:
Levantou-se o lavrador,
A ver o que o pobre tinha.

Deu-lhe o coração um baque;
Como ele não ficaria!
Achou-o crucificado
Numa cruz de prata fina.

- Meu Jesus, se eu tal soubera,
Que em minha casa vos tinha,
Mandara fazer preparos
Do melhor que encontraria.

- Cala-te aí, lavrador,
Não fales com fantasia.
No céu te tenho guardada
Cadeira de prata fina,
Tua mulher a teu lado,
Que também o merecia.

Família Tricolor disse...

Haaa que saudade, obrigada pelo carinho lá no blog com a Mady!

Juro que eu achava q vc tinha fechado o blog!Desculpe a ausencia!!!

e ai?vem pro natal???

Bjuuuuuuuuuu gde

Ao toque do Amor disse...

Oi, bom dia!!"
encosta o mouse na caixinha de codigo que ela vai ficar azul então com o mouse clica depois da letrinha a, vai aparecer um pauzinho então... no teclado aperta CTRLA, CTRLC e vai na sua pagina e aperta CTRLV, prontinho esse é o jeitinho mais facil e não dá problemas
Fique bem fique na paz
san