sábado, 3 de outubro de 2009

SOBREVIVENDO AO DESPATRIAMENTO






Bom, como todos já sabem, hoje é dia de blogagem coletiva. A Ciça, colocou um tema bem legal pra nós que moramos fora do Brasil, ou mesmo as pessoas que já não vivem em sua cidade Natal. Eu quero então falar um pouco da minha vida aqui em Perth Amboy, uma cidadezinha bem pequenininha no interior de New Jersey - USA.
Conheci meu esposo em março de 1997. Ele já morava aqui e ficamos namorando por oito meses, até que não aguentamos mais a distância e eu fui convidada gentilmente ( mentira, ou eu vinha ou acabava tudo) pelo meu namorado a vir morar aqui. Como eu já estava apaixonadérrima, resolvi então aceitar e apesar das muitas lágrimas e sofrimentos da despedida, juntei meus trens e vim parar nas terras do Tio Sam. Cheguei aqui dia 16 de outubro de 1997. Passados seis meses, voltei ao Brasil para buscar meu filho, na época com oito anos e estamos aqui até hoje, alias, dia 16 de outubro agora completo 12 anos aqui. Nos casamos no dia 30 de Abril de 1999. Agora, então, vou contar um pouco do que vivi e vivo desde que cheguei, incluindo algumas dicas para quem quer se aventurar em terras americanas.
  • A primeira coisa que eu senti que não me agradou foi o clima... inverno muito frio e verão muito quente. Esteja preparado para mudanças radicais, pois nós que não estamos acostumadas com frio de -20 graus ou calor de 45 graus ou mais ( sauna) sofremos feitos condenadas até acostumarmos. Me acostumei, mas ainda não gosto.
  • A lingua... é complicado, porque muitas vezes estudamos inglês no Brasil, mas quando chegamos aqui é muito diferente, não adianta pensar ..ah... eu estudei tantos anos de inglês quando eu chegar lá não vou ter dificuldades...ledo engano meus amigos... quando você chega aqui percebe que não sabe nada... então vá pra escola imediatamente, afinal, você está num pais que a lingua usada é o inglês, ou você aprende, ou vai ficar com cara de paisagem sempre que algum americano vier conversar com você, sem contar que você dependerá sempre de amigos que falam inglês pra te ajudar em tudo o que precisar. Ao contrário do que muitos falam, os americanos são pessoas muito compreensivas e se você tiver humildade de dizer a eles que você ainda está aprendendo a lingua deles e pedir que a ajude quando você falar errado, eles vão te ajudar sim e com muita boa vontade. Aqui existem escolas do governo que ensinam inglês para imigrantes e é de graça, então porque não aprender e ter sua propria liberdade de expressão e poder viver tranquilamente resolvendo seus próprios problemas? Então a dica é: estude e aprenda falar inglês.
  • A comida: Os americanos tem um hábito alimentar bem diferente dos nossos, e eu quando cheguei aqui queria comer tudo que eles comiam, algumas coisas eu gostava, outras não. Não entrem na deles ou você se tornará obesa em poucos meses. Sempre poderemos encontrar nas cidades maiores, como New York e outras, lojas que vendem produtos brasileiros, então não se preocupem que o arroz e feijão do dia a dia está garantido. O nosso churrasco é muito apreciado pelos americanos, então, quando você fizer um churrasquinho na sua casa, convide seus vizinhos americanos que eles irão adorar e você não correrá o risco de quando ser convidado para o churrasco deles, comer apenas salsicha e humburguers.
  • Americano é um povo muito educado... pedem desculpas por tudo, seguram a porta pra você entrar ou sair, te atendem nas lojas, restaurantes, bancos, enfim, onde você precisar ir com uma educação fora do normal, então entre na deles, porque você está vivendo no país deles e tem que agir como tal... eduçação é primordial e você claro não quer ficar por baixo né? mostre a eles que você é tão educado quanto eles e com isso ganhará a simpatia e compreensão deles.
  • Seja sempre honesto e acate as leis do estado onde você vive, pois aqui não tem o tal do "jeitinho brasileiro" você pode criar sérios problemas se tentar burlar leis ou oferecer dinheiro as autoridades como policiais e departamentos de serviços. Aqui você é livre seja, legal ou ilegal, os direitos são iguais para todos. Por exemplo se você está ilegal no país, mas veio com visa (visto no passaporte) e passou do seu tempo de estadia aqui, não se preocupe que ninguém vai te colocar pra fora do país, a menos lógico, que você cometa algum crime ou tenha procedimentos errados...ai é deportação mesmo, caso contrário, você será atendido em hospitais, terá seus direitos trabalhistas preservados , tudo igual americano tem. Respeite o país em que está vivendo, porque além de não ser o seu, eles ainda te recebem com muito respeito, então porque não retribuir né?

Bom esses são alguns dos pontos que eu acho importante para nós que vivemos aqui podermos ter uma vida descente e sermos tratados como iguais.

Existem brasileiros que chegam aqui vindos de uma vida bem dura e difícil no Brasil, ai começam a trabalhar, ganham um dinheirinho, conseguem bens materiais tanto aqui como no Brasil e depois começam a se "achar" né? Acham que são melhores que os outros, se acham profissionais ( limpeza e construção) melhores que os outros, tratam outros brasileiros que acabaram de chegar com arrogância, enfim, se acham o rei da cocada preta... então pra esses conterrâneos que quero deixar uma mensagem... Aqui, estamos todos no mesmo barco, não é porque conseguimos nos estabilizar financeiramente, conseguimos nos tornar cidadãos Americanos , ou residentes permanentes, que nos tornamos melhores que os outros não!!! Continuamos a ser brasileiros vivendo num país que não é nosso, não nos tornamos americanos, porque não podemos negar nossa procedência, continuamos a ser brasileiros ( no meu caso com muito orgulho) e precisamos uns dos outros para podermos manter as nossas tradições. Todos sentimos saudades de nossas familias, saudades de pisar no nosso chão e até mesmo um dia voltar as nossas origens e podermos ter uma vida digna e decente. Então brazucas... vamos abrir os olhos e cair na real.. ninguém é melhor do que ninguém e principalmente quando estamos fora do nosso país .

Bom, então é isso, eu procuro levar uma vida normal aqui, me utilizando dos recursos que a tecnologia moderna nos ofereçe, como internet e telefone para poder abrandar um pouco a saudades do meu povo. Claro que tem dias em que você quer um colo de mãe, um abraço de irmão e isso é impossivel...ai o negócio é ir chorar na cama que é lugar quente né? Depois levantar e enxergar a realidade...e tentar ser feliz da maneira que pode.

Beijos a todos

18 comentários:

Natasha Dias disse...

Muito legal sua participação, deve ser uma sensação muito estranha viver em outro país, nunca sai daqui por medo... Gostei muito da sua participação!!!! Parabéns!!
Um ótimo fds

:: Nanda :: disse...

Eu estive nos EUA a pouco tempo passando férias, confesso que senti muitaaaaaa falta da nossa comida. Não consigo entender como americanos e canadenses só vivem de lanches rs...
Mas eu realizei meu sonho de conhecer a Disney e outras cidades, incluindo NY.. se tivesse te conhecido antes podiamos nos encontrar, eu fui em abril desse ano e andei pela cidade o tempo todo sozinha..mas AMEI.

Sempre tive vontade de morar fora, mas depois dessas minha experiencia nao sei se ficaria tanto tempo longe do brasil e da minha familia...
Admiro muitoooooo sua coragem..Parabens!

adorei tudo
bjos

Ciça Donner disse...

UAU... maninha, vc tb lavou a burra, né? hahahahaah Estou correndo os blogs e linkando o povo. Obrigada por participar, viu?

Anathalia disse...

Oi Márcia! Vim ver a sua participação na blogagem da Ciça. Também moro em NJ e concordo com várias coisas que você falou. Um abraço!

Celia disse...

Muito bom seu post. Gostei de ter vindo aki. Bj

Nade disse...

Que puxão de orelha! Isso é coisa de gente pequena, mesquinha e tem que ser chamado atenção pra isso mesmo! Muito bom!
Sabe que já tinha a ideia de que os americanos são atenciosos mesmo, porque um amigo foi passar 3 meses em NY e voltou cheio de elogios...
Devemos nos acostumar com tudo, apesar das dificuldades... E nos acostumamos!
Bela participação!
Também estou participando dessa, mesmo que more no Brasil, mas sou uma 'desnaturalizada'... rsrsrsrs
Bjs, querida!

adriana campos disse...

O americano é então muito parecido com o suiço.Os suiços sempre agradecem e pedem por favor e licença, SEMPRE.Gostei do recadinho que deixaste para "nosso povo ",aqui na Suiça acontece o mesmo.
Foi um prazer conhecer teu blog e ateh mais!

tita coelho disse...

Eu achei bem legal tua história e tuas dicas! As vezes quem não vive aí e fica sem saber qual é a real.
Abraços

Carla disse...

oi Marcia,
Obrigada pela visita, e de fato nao é fácil, mas a gente tem q querer se adaptar e pra isso nos dar uma chance.
Trabalho com americanos e eles sao de fato mesmo muito educados e falantes, mas a comida....Fui algumas vezes aos EUA e só comi porcaria, mas eu estava de férias entao td bem,
Bjos!

Marcone França disse...

Gostei muito de tua postagem. Em muitos momentos lembrei do dito que diz "gentileza gera gentileza".

Obrigado pela visita.
Será sempre bem vinda.
Abraço!
Boa semana.

Ivana disse...

Adorei seu post! Sincero e verdadeiro. De quebra, dicas muito legais. Parabéns!
Beijos!

Dri Viaro disse...

Bom dia!!
Tenha uma ótima semana
bjss

Georgia disse...

Ai que essa do clima também me deixou congelada. Vc teve sorte com o povo ser bem educado, alemao nao é muito chegado nisso nao, sao ótimos amigos, mas leva tempo para eles se abrirem.
Quanto a comida estranhei tb, eles comem muito molho, nossa nao tinha como descer essas coisas. Pois, brasileiro é tropical.

Um abraco

Ao toque do Amor disse...

Oi,moça...vim te oferecer o premio destaque tocou-me e deixar um beijinho, saudades de vc...de suas visitinhas.
san

Ursinhu da Juh =] disse...

uHUUUUU manheeee arrasooooo falo e disse tudooooo agora eu vo seguir direitinho seus conselhos pra poder um dia me dar bem ai. Eu acho que educação e carisma elevam as pessoas as alturas hehe, serio agente consegue tantas coisas pedindo com jeitinho e tendo paciencia e humildade né mae =]

ahhh vem busca eu agora kkkk!!!!

bjuuuu
fica com DEUS =]

ESPOSA TPM disse...

vc frequenta ala americana ai em jersey?
minha irma morava em browbroke..algo assim, mas nao eh isso, mas agora ta na california
eu fiz missao PoA Norte.
bjo

Claudia disse...

Ai que post legal...

eu tenho muita curiosidade para saber sobre a vida ai....

eu acho que vou fazer um cofrinho e ir te visitar qualquer dia... vc me recebe??? juro que não fico muito dias!!! hihihihihi

Beijos

Claudia

Camila disse...

Marcia, obrigada pela visita e pelo comentário!
Escrevi o post pra mim, em primeiro lugar, pq tava me esquecendo de alguns daqueles itens. Adaptacao, pelo menos pra mim, é um exercício diário...
Um beijo e boa terca!